O que é o PIX?

O QUE É?


O Pix é o sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central. Com ele, você envia e recebe dinheiro, 24 horas por dia, 7 dias por semana e em até 10 segundos. Você poderá pagar contas e compras ou fazer transferências instantaneamente. O sistema é mais uma opção ao boleto, TED, DOC ou até mesmo ao cartão de débito/crédito. O melhor é que o serviço é gratuito para Pessoa Física.

O que é o PIX?
O que é o PIX? O que é o PIX?
Pra quem é o PIX?

COMO FUNCIONA?


O ícone do Pix está dentro do aplicativo bancário e no internet banking, assim como já estão outras funcionalidades, como DOC e TED. A chave Pix vincula as informações do cliente a uma conta bancária (identificação da instituição financeira, número da agência, número da conta e tipo de conta) e, para fazer um Pix, basta saber a chave ou ler o QR code do recebedor. Além disso, o Pix pode ser feito em qualquer dia e horário.

SAIBA MAIS
SOBRE O PIX
- +

O QUE SÃO AS CHAVES PIX?

Para que as transações sejam mais simples e ágeis, sem que você tenha que passar todos os seus dados bancários, você pode vincular uma chave Pix a uma conta.

Essa chave pode ser:
E-mail;
Número de telefone celular;
CPF/CNPJ e/ou
Chave aleatória (sequência de números e letras de 32 dígitos, que o banco cria para você).

A escolha das chaves é feita de acordo com a conveniência para cada usuário. O Banco Central selecionou as formas de identificação que os cidadãos já estão acostumados a usar neste tipo de transação, como o CPF. Mas é possível que algumas pessoas, até para poderem divulgar seus serviços, prefiram passar o e-mail ou o número de telefone.Nestes casos, o usuário recebe uma mensagem ou um e-mail de confirmação antes de completar o cadastro. Esse mecanismo garante a segurança dos cadastros efetuados.

Você pode ter sua conta vinculada a mais de uma chave Pix, porém cada chave poderá ter somente uma conta associada, limitado a 5 chaves diferentes por conta de Pessoa Física e, a 20 chaves diferentes por conta para Pessoa Jurídica.

Observação: Não é obrigatório realizar o cadastro para fazer ou receber um Pix. É possível fazer um Pix usando as informações bancárias normais, como se fosse fazer uma transferência(TED/DOC).

- +

COMO AS CHAVES PIX FUNCIONAM?

A chave é um "apelido" usado para identificar sua conta (corrente, poupança ou de pagamento).

Pessoas Físicas podem ter até 5 chaves por conta. Pessoas Jurídicas podem ter até 20 chavespor conta. Você só não pode cadastrar a mesma chave Pix para diferentes contas.

- +

COMO ALTERAR A CHAVE PIX?

Caso queira trocar a informação utilizada no cadastramento, basta entrar na conta corrente pelo aplicativo do banco, acessar o cadastro do Pix e fazer a alteração na chave para a informação desejada.

Caso queira mudar sua chave Pix para outra conta, basta pedir para o banco ou instituição financeira para qual a chave Pix será transferida. Depois, é só confirmar se a transferência coma instituição de origem. A alteração pode ser feita a qualquer momento.

- +

COMO É FEITO O PAGAMENTO OU TRANSFERÊNCIA PELO PIX?

Assim como os demais meios de pagamento, para pagar ou transferir valores pelo Pix, basta entrar no aplicativo do banco no celular ou no site da instituição pela internet e procurar pela opção Pix. Em seguida, é preciso digitar o valor a ser pago ou transferido e digitar a chave de identificação da conta do recebedor, ou os dados bancários. Por fim, basta conferir todos os dados da transferência e, se estiver tudo certo, clicar no botão que assegura a transferência.

Para facilitar os pagamentos em comércios, além das chaves Pix, o sistema também conta coma experiência do QR Code em dois formatos:

- Estático: uso em múltiplas transações para realizar transferências ou no comércio quando as informações para pagamentos não mudam (ex: um sorveteiro, em que o preço do picolé é o mesmo sempre).

- Dinâmico: uso exclusivo a cada transação, além do valor, permite a inserção de outras informações, como a identificação do recebedor, ou seja, poderá ser utilizado no comércio quando as informações para pagamentos mudam a cada momento (ex: um estabelecimento comercial, que poderá oferecer descontos em determinados dias, mudando os preços dos produtos).

- +

QUANTO É?

Para Pessoas Físicas, o sistema permite até 30 operações grátis por mês, ainda que sejam feitas entre contas de bancos diferentes. Há apenas duas situações em que Pessoas Físicas poderão ser tarifadas:

  1. Quando receber via Pix como pagamento de venda de produto ou de serviço prestado;
  2. Quando usar canais presenciais ou de telefone para fazer um Pix, se a instituição disponibilizar meios eletrônicos.

Para as jurídicas, é preciso verificar as taxas de cada instituição.

- +

QUAIS SÃO OS LIMITES DE VALOR?

Para garantir a segurança das operações, em um primeiro momento (até 28/02/2021), as transações poderão ser limitadas a até 50% dos atuais limites da conta do cliente, em dias úteis, entre 6h e 20h.

Nos fins de semana, feriados e entre 20h e 6h haverá limites de transação, conforme definido pelo Banco Central.

- +

É SEGURO?

As transações usando o Pix, assim como o TED e o DOC, acontecem dentro da Rede do Sistema Financeiro Nacional (RSFN). Ou seja, elas contam com a mesma segurança que o seubanco já usa e conta com com todos os níveis de segurança já garantidos pelos bancos - tokens, itokens, biometria etc. Além disso, é importante lembrar que todas as transações serão rastreadas, permitindo a identificação de eventuais tentativas de fraudes.

FIQUE ATENTO: o Pix só funciona DENTRO DO INTERNET BANKING OU DO APP DO SEU BANCO. Não existem outros sites para fazer Pix. Você vai ter de usar sua senha ou biometria para entrar no site do banco, ou no app, como você já faz hoje e nos canais oficiais já conhecidos disponibilizados pelo seu Banco. E lá dentro vai fazer a transação usando o Pix.

- +

COMO USAR O PIX EM MEUS NEGÓCIOS?

O Pix será mais uma forma de pagamento a ser disponibilizado aos seus clientes. Na prática, oPix terá o mesmo efeito que o recebimento em dinheiro (espécie), pois ele estará disponível na conta do recebedor, em poucos segundos de uma forma segura e fácil, sem o risco de roubo ou a necessidade de se preocupar com o troco, por exemplo.
Não há necessidade de esperar o próximo dia útil ou a próxima janela de horário para receber um pagamento. Os custos são menores e há facilidade na integração com os softwares de automação e na conciliação de pagamentos.

Haverá diversas possibilidades ao Comércio para se adaptar ao Pix, como por exemplo:

- Através do QR Code estático: após a geração, o comerciante o imprime e deixa a imagem diretamente em seu caixa. Ele poderá ter um valor fixo ou o comerciante informará o valor da compra no momento em que o seu cliente iniciar a transação de pagamento.

- Através do QR Code dinâmico: a cada compra, o estabelecimento poderá de forma automática gerar o Qr Code e o disponibilizar ao cliente para a iniciação do pagamento.

- Ou o comerciante também poderá informar a sua chave previamente cadastrada,como por exemplo, o CNPJ ou um número de celular, de acordo com a preferência na forma de identificação de seus dados bancários.

Para disponibilizar o Pix aos seus clientes, entre em contato com o Banco que você possui conta, confirme a política de uso de QR Codes ou cadastre as chaves desejadas e verifique as tarifas para este novo produto!
A integração será realizada através da API Pix do seu sistema ao sistema do seu Banco, e após isso, já poderá emitir automaticamente dos QR Codes e disponibilizá-los aos seus clientes. A vantagem desta integração via API é que ela será padronizada, ou seja, caso o estabelecimento queira trocar o seu banco, ele não precisará realizar novas adequações, pois todos os Bancos terão o mesmo padrão.